O Healthy Building Certificate, também conhecido como Selo Casa Saudável, é um dos selos de projetos e edificações profissionais, envolvendo desde os materiais usados na construção civil, até as avaliações de ambientes saudáveis, que promovem o bem-estar. Esse tipo de certificado é dado para projetos e profissionais da área de arquitetura, que buscam promover a qualidade de vida e a saúde para seus clientes.

                Para que o projeto do arquiteto tenha o certificado Healthy Building Certificate, e se enquadre no Selo Casa Saudável, é preciso atender uma série de requisitos voltados para a arquitetura saudável, entre eles estão:

  • Desenho técnico
  • Projetos elétricos
  • Projetos hidráulicos
  • Projetos acústicos
  • Luminotécnicos
  • Paisagismo
  • Sustentabilidade
  • Manutenção saudável

Todos esses parâmetros recebem uma nota, sendo “A” (a máxima) e “B” e “C” possíveis. Esse tipo de certificação dentro do meio da arquitetura saudável hoje em dia, tem se tornado algo essencial, visto que as pessoas têm buscado cada vez mais uma qualidade de vida melhor.

Como funciona?

Muitos profissionais usam o certificado para atrair e captar um número maior de clientes, além disso, é o tipo de trabalho bastante requisitado hoje em dia, voltado totalmente para um público que se preocupa mais com a saúde.

O Selo Casa Saudável funciona da seguinte forma: O projeto é enviado para o Instituto Casa Saudável, com todas as especificações pré-determinadas para se encaixar dentro dos parâmetros de arquitetura saudável. Ao ser recebido, o projeto passa por uma série de análises e avaliações muito rígidas, que são processadas posteriormente. Tendo uma resposta positiva, o projeto é aprovado e recebe o certificado Healthy Building Certificate.

                Benefícios do certificado

Os parâmetros exigidos pelo Instituto são inúmeros e benéficos para a construção e para as pessoas que irão conviver ali. Mas além disso, trabalhar e projetar com esse tipo de recurso, ajuda na captação e novos clientes e profissionais.

As melhorias feitas através da arquitetura saudável são várias, dentre elas, as principais são:

  1. Qualidade do ar

Com um projeto melhorado e certificado pelo Instituto Casa Saudável, a contaminação do ar é reduzida em três esferas diferentes, biológicas, físico-química e química. Durante a fase de construção, o projeto permite que o ar circule de forma privilegiada e pura dentro dos ambientes. Sem contar que todos os materiais usados, são de baixa radioatividade, e não devem liberar substâncias tóxicas. O que já elimina grande parte da contaminação de ambientes.

  1. Luminosidade

Os projetos de arquitetura saudável com Selo de Casa Saudável, devem ser realizados para aproveitar o máximo de luz natural. Com a luz natural, os ambientes podem permanecer mais iluminados durante o dia. Além de surtir um grande afeito na conta de energia, as janelas e cortinas também são instaladas de forma que deixam os quartos completamente escuros a noite. Garantindo o conforto dos moradores.

  1. Acústica

Qualquer tipo de barulho em ambiente residencial ou comercial gera estresse. Portanto, projetos certificados devem ter estudo acústico, principalmente para lugares que serão construídos próximos a ruas movimentadas, barulhentas, etc. Além disso, os quartos em geral devem ter a manta acústica, para individualizar o som, tanto de dentro para fora, quanto de fora para dentro.

  1. Projeto arquitetônico

Todos os espaços são únicos e importantes dentro de um projeto. Saber individualizar isso, é uma das formas de captar novos clientes, já que é possível refletir a vontade de cada um, projetando o que eles querem em sua casa. Nesse caso então, a personalização também é algo que ajuda a fidelizar o cliente.

  1. Paisagismo

Os projetos para a paisagem e jardins, não podem envolver plantas tóxicas, mas incluem aquelas que limpam o ar, são perfumadas e combinam com o ambiente, incluindo comestíveis. É preciso estar atento ao tipo de planta que será usado, para saber qual o tipo de adubo e pesticida é permitido. Para a certificação, os ambientes externos também devem estar limpos e não gerar resíduos e nem prejudicar o meio ambiente de alguma forma.

  1. Manutenção

De nada vale o projeto ser perfeito se o custo da manutenção for alto e recorrente. Para o Selo Casa Saudável, os produtos usados devem ser saudáveis também. Toda habitação precisa conter parâmetros de salubridade, e um responsável deve ficar para a manutenção em casos de edifícios e condomínios.

  1. Sustentabilidade

Todo projeto de arquitetura saudável, e Healthy Building Certificate visa a sustentabilidade. Por isso, existem diversas medidas que podem ser tomadas para gerir melhor os resíduos sólidos da construção, efluentes líquidos, tudo deve ser pensado para reduzir ao máximo o desperdício de água e o descarte errado de materiais.

O certificado pode ser um dos benefícios para atrair novos clientes. Mas a principal função do selo é o de cuidar melhor da habitação, projetando algo de qualidade, que atrais mais público, gere mais renda, e que também agregue melhoria na vida das pessoas e para o meio ambiente.

Gostou do artigo? Compartilhe:
LinkedIn
Facebook
Whatsapp
Pinterest
Imprimir
E-mail